Nonagésima edição do Ainda Sem Nome! (Também no YouTube) Semaninha corrida com o bloqueio do WhatsApp e esse foi o tema central do nosso episódio.

Antes disso, gostaríamos de agradecer aos comentaristas da edição passada: Eduardo Elias (Camponez),Lucas Valadares, Everaldo Vilela e o Hacker Annonimous, que procurava pelo Jorge em nosso Telegram, mas acabou encontrando o Godofredo mesmo. Falando em Telegram, participe por lá através do telefone (31) 99975-0835.

Sobre o bloqueio do WhatsApp, muito foi discutido se o Marco Civil da Internet poderia abrir brecha para isso. Como não somos versados em direito e seria arriscado opinar sem saber, falamos sobre como esse bloqueio pode afetar pessoas e negócios que utilizam o aplicativo de forma profissional. O Caio citou o caso da Merenda Saudável, por exemplo.

Depois falamos sobre a tecnologia inovadora que a CBF vai utilizar para conversar com jornalistas. O SMS. Isso mostra como a visão de tecnologia e negócio do orgão máximo do futebol está um pouco… defasada, podemos dizer. E mostra como fazer Comunicação Digital ainda é um desafio atualmente. (Obrigado pela dica, Everaldo!)

Finalmente, será que as transmissões ao vivo feitas pelos Deputados Federais podem ser úteis para nossa formação política?

Escute, comente e compartilhe!

Leave a Reply to camponez Cancel reply

2 comments on “Ainda Sem Nome #90 – WhatsApp bloqueado e envio de SMS da CBF

  1. – Tirar a visão da “bondade da humanidade” pelas notícias nas mídias jornalistas é pedir para perder toda a esperança. Afinal, são as tragédias e notícias ruins que atraem cliques e audiência. Sem falar no esforço que muitas vezes é feito para piorar ainda mais o tom da notícia. Claro que não podemos tomar apenas as pessoas que nos rodeiam como o padrão da humanidade, mas é importante dar um bom desconto no bombardeio que recebemos.

    – Eu respondo o bloqueio do ZapZap com uma palavra: Descentralização.

    – Eu sou capaz de afirmar que as pessoas, em geral, não ligam a mínima para o acesso/venda de informações pelas empresas das informações pessoais…. a menos que essa informações sejam fotos íntimas. O vídeo, altamente recomendado, da entrevista do Edward Snowden pelo John Oliver (https://www.youtube.com/watch?v=XEVlyP4_11M) mostra bem isso.

    – Nos dias atuais “Discussão de política” == “Discussão de futebol”.

  2. Everaldo Vilela May 7, 2016

    Acho até engraçada a histeria em torno do WhatsApp: se for urgente mesmo, liga. Aliás esse é meu argumento para a turma que reclama que demoro a responder: eu deixo desativada a notificação do “aplicativo de mensagens” (como diz a Globo);
    A Fox Sports já deu uma mexida nos direitos de transmissão e sendo a emissora oficial da Libertadores já impôs exclusividade em jogo do Corinthians e pressão nas operadoras da GloboSat que relutavam em colocar a Fox na grade de canais. Agora o Esporte Interativo entra no “jogo”, mas os clubes são reféns da Globo.
    Pensar que só no ano passado que surgiram os apps (Sportv Play e Première Play) para transmissão do futebol em outras plataformas só mostra o quão atrasados estamos.
    E, Felipe, nós não temos uma Liga de Clubes – que seria ótimo para tirar o campeonato nacional da CBF – mas quem vende o campeonato já se encarregou de protagonizar uma constrangedora propaganda enganosa, segundo Juca Kfouri, vendem o Brasileirão lá fora como “Brazilian League” (http://blogdojuca.uol.com.br/2016/05/propaganda-enganosa-2/)

    Lampions Leage – apelido da Copa do Nordeste – além de mais simpática não tem a cara de pau desses aí.

Ainda Sem Nome © 2015